.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. CEDER OU NÃO CEDER?

. Toxicodependência: o melh...

. hipertensão arterial

. A NOVA RODA DOS ALIMENTOS...

. ALCOOLISMO

. DEPRESSÃO PÓS-PARTO

. SEXO e ESCOLA

. SEGREDOS PARA UMA VIDA SE...

. SEGREDOS PARA UMA VIDA SE...

. CICLO SEXUAL MASCULINO

.arquivos

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

.tags

. todas as tags

.favorito

. Toxicodependência: o melh...

. QUAL A ORIGEM DESTE MILAG...

. O que é a Esclerose Múlt...

blogs SAPO

.subscrever feeds

Domingo, 30 de Maio de 2010

Os nossos conselhos sobre HIPERTENSAO ARTERIAL

Os nossos conselhos sobre HIPERTENSAO ARTERIAL

1 - Convém que saiba que a expressão "tensão arterial" diz respeito á tensão das paredes das artérias distendidas pela pressão do sangue que nelas circula: tensão e pressão tornam-se assim equiparáveis.

Fala-se em pressão arterial "máximo e mínimo" (ou "sistólica e diastólica") referindo-nos ao valor alcançadocom a contracção do coração (sístole) e ao valor baixo, a seguir, quando o músculo cardíaco relaxa (diástole).

2 - Os valores normais para a pressão sistólica (em centimetros de mercúrio) nos adultos, vão de 10 até 14, e para a diastolica de 6 a 9, até aos 64 anos de idade. Os valores nas crianças são mais baixos. Pelo contrário, a partir dos 65 anos já se consdiera hipertensão arterial 16/9,5 ou mais.

Falamos pois em hipertensão arterial quando os valores da máxima e da mínima forem14/9 ou mais, até aos 64 anos, ou 16/9,5 ou mais dos 65 anos para cima. Aproximadamente uma vez em cada 3 pessoas adultas, em Portugal, tem hipertensão.

3 - Convém que se saiba que a hipertensão arterial não se sente, mede-se! Quer isto dizer que pode estar alta e não se sentir nada e por outro lado, pode estar nervoso, "sob tensão", e ter a tensão normal. Meça pois a sua tensão arterial: se estiver normal óptimo mas volte a verificar a medição uma vez em cada ano (por exemplo, para não esquecer, na semana em que faz anos).

É particularmente importante verificar a tensão arterial com mais frequência se porventura tem na familia outras pessoas com hipertensão, ou com diabetes, ou que sofrem ou sofreram precocemente de doença vascular cerebral ou de doença das artérias coronárias (angina de peito, enfarte do miocardio, ou morte súbita).

4 - Convém que saiba que (tirando casos especiais e raros, com tratamento específico - coartação da aorta, doença renal ou das suprarenais, ou sensibilidade aos anticoncepcionais), o aparecimento de hipertensão arterial surge na sequência de uma constelação multifactorial de atitudes, comportamentos e estilos de vida errados (actuando sobre um fundo genético), os quais se corrigidos, poderão prevenir o aparecimento de hipertensão e também de algumas das suas complicações.

· Excesso de peso: procure manter o seu peso, em quilogramas, abaixo do número de centímetros de altura que tem acima de um metro - por exemplo 65 Kg se mede 1,65 m (mais científico é manter o indíce de massa corporal* entre 20 e 25 Kg/m2). Para reduzir o peso, reduza as gorduras, calorias e doçuras e aumente as verduras (e passeie todos os dias).

· Excesso de sal (ingerimos 15-25 g por dia quando não deviamos exceder 5 gramas). Use ervas aromáticas como tempêro: coentros, hortelã, segurelha, estragão, poejos, oregãos, cominhos, cebolinho, etc.

· Abusos de álcool (procurar não ingerir mais de 2 dl/dia)

· Sedentarismo (faça pelo menos 30 minutos de actividade física por dia, por exemplo marcha)

· Excesso de trabalho sob stress, ou outra causa de stress.

· Fumo do tabaco (pare de fumar, já).

5 - Se medir a tensão arterial e ela estiver alta (confirmada em segunda medição) deve procurar o seu médico para o observar, vigiar e tratar.

Entretanto procure parar logo de fumar, reduza o sal e o alcool, não abuse do trabalho, aprenda a relaxar-se, e comece a controlar o peso e a fazer exercício (marcha a pé diária).

O seu médico provavelmente vai pedir-lhe o estudo das gorduras ddo sangue (colesterol e triglicéridos) e do açucar (glicémia em jejum e/ou pós refeição), e iniciará um tratamentp medicamentoso se as medidas não farmacológicas (a correcção da dieta, do tabaco, do alcool, do stress se possivel, e o controlo do peso e aumento da actividade fisica) não tiverem entretanto trazido a tensão arterial ao normal.)


6 - Convém que farmacológicas saiba que a hipertensão arterial é uma doença séria com complicações graves, mas saiba também que há muitos medicamentos para a tratar, de forma a fazer os valores da tensão máxima e da mínima para os níveis normais (abaixo de 14/9). Com isso evitará muitas complicações: a hipertensão arterial não tratada cansa o nosso coração e leva à sua insuficiência; contribui para a esclerose das artérias (com ajuda do tabaco, do colesterol LDL e da diabetes); pode desencadear acidentes vasculares cerebrais ou ataques cardíacos e pode conduzir à perda gradual da visão ou á insuficiência renal e urémia.

7 - Todas estas complicações de hipertensão podem ser evitadas com um tratamento precoce se seguir cuidadosamente os conselhos do seu médico:

· o tratamento medicamentoso é continuo, (isto é, se o interromper a tensão volta a subir)

· o tratamento deve ser vigiado e ajustado pelo controlo dos valores da tensão (mantenha um registo dos seus números, medidos por exemplo na sua farmácia local, com a frequência que o médico aconselhar, e volte à consulra se eles saírem fora dos valores previstos).

· alguns remédios podem provocar ligeiros incómodos, que quase sempre passam com o tempo - oiça contudo o seu médico, pois que há sempre outros que podem ser tentados em alternativa.

· acompanhe o tratamento farmacológico com as medidas não farmacológicas que atraz decrevemos ao falar sobre atitudes, comportamentos e estilos de vida mais saudáveis (redução do sal, do peso e do alcool, parar de fumar e aumentar a actividade fisíca).

Poderão ser necessários mais alguns cuidados se tiver colesterol a mais ou açucar a mais, no sangue.

8 - No caso de ter tensão alta convém que saiba que é possivel que algum ou alguns dos seus descedentes (filhos e netos) ou outros familiares consanguíneos (irmãos, sobrinhos) tenham a mesma tendência.

Aconselhe-os a medir a tensão arterial e, sobretudo, informe-os sobre as vantagens das atitudes e comportamentos saudáveis que lhe recomendámos poderão evitar, no presente ou no futuro, o aparecimento da hipertensão arterial e de outras doenças cardiovasculares, e não só.

Na verdade o que aprendeu, e lhes pode transmitir, são estilos de vida mais saudáveis, recomendamos por múltiplos especialistas, para prevenção de doenças tão diversas quanto as do coração e vasos, diabetes, obesidade, algumas doenças mentais, diversos cancros, cirrose do figado, acidentes de viação e outros, etc, etc.

9 - Se porventura, para melhor controlo da sua tensão, adquiriu um aparelho próprio (esfigmomanómetro), disponha-se a gastar algum do seu tempo livre a ajudar outros (familiares, amigos, colegas de trabalho, igreja, clubes recreativos, etc), medindo-lhes a tensão arterial: pode ajudar a descobrir hipertensos desconhecidos (lembre-se de que é hipertensa um pessoa em cada três) ou ajudar a vigiar os valores dos hipertensos que estão em tratamento.

A propósito e a despropósito aproveite para explicar o que sabe sobre hipertensão arterial, e informe-os sobre todos os conselhos que atrás referimos, ou dê-lhes a direcção do nosso Instituto de Cardiologia - será uma óptima colaboração sua para a promoção da saúde dos seus semelhantes.

10 - Se tem capacidade decisória, ou influência em meios de comunicação social (boletins, jornais, rádios, televisões) ajude a difundir as noções que já aprendeu. E, se tiver possibilidade, ajude por todos os meios a implementar as medidas que agora já conhece, pois que podem reduzir drasticamente as mais de 40.000 mortes por ano, só em Portugal, por hipertensão arterial e outras doenças cardiovasculares com ela relacionadas:

· melhorar a alimentação em cantinas e refeitórios (com redução de sal e gorduras, e aumento de fruta, cereais e verduras)

· redução do consumo de tabaco e álcool nos locais de trabalho.

· criação de oportunidades para actividade fisíca e desporto em todas as idades (ginásios e campos de jogos nas escolas e nas empresas, circuitos de manutenção e zonas para pedestres nas cidades e vilas, pistas para o ciclismo ou piscinas, abertura dos recintos desportivos á população global e às escolas que os não tenham!)

Para além do combate ao sedentarismo e á obesidade, ao vício do fumo ou do álcool, todas estas actividades fisícas serão também óptimas medidas para reduzir o stress bio-psico-social na nossa vida de todos os dias.
 

 

Técnico comercial

Jorge silva

Tlm:93 710 9000

 

Telefone: 256 336 104

 

Web Site:

www.terramena.net

Email:
terramena@iol.pt

 

Catalogo:

http://www.terramena.net/catalogo.pdf

Blogs:

http://terramena.blogs.sapo.pt

links úteis:

http://www.myusf.com.pt/utentes/links.aspx  

Recomende o nosso site.

 

Registe-se e receba as nossas promoções.

Obrigado.

 

publicado por terramena às 17:44

link do post | comentar | favorito
|

.links