.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. CEDER OU NÃO CEDER?

. Toxicodependência: o melh...

. hipertensão arterial

. A NOVA RODA DOS ALIMENTOS...

. ALCOOLISMO

. DEPRESSÃO PÓS-PARTO

. SEXO e ESCOLA

. SEGREDOS PARA UMA VIDA SE...

. SEGREDOS PARA UMA VIDA SE...

. CICLO SEXUAL MASCULINO

.arquivos

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

.tags

. todas as tags

.favorito

. Toxicodependência: o melh...

. QUAL A ORIGEM DESTE MILAG...

. O que é a Esclerose Múlt...

blogs SAPO

.subscrever feeds

Quinta-feira, 2 de Setembro de 2010

Toxicodependência: o melhor é prevenir!

Este trabalho deve iniciar-se muito cedo, mais concretamente entre os 3 e os 5 anos, fase do desenvolvimento muito importante no que se refere aos comportamentos e atitudes apreendidos pelas crianças.
Frequentemente e de uma forma espontânea, os pais expressam o receio de que os filhos enveredem pelos caminhos da droga. A expressão deste sentimento ocorre geralmente na adolescência, fase em que o trabalho preventivo já deveria ter sido desenvolvido. Este trabalho deve iniciar-se muito cedo, mais concretamente entre os 3 e os 5 anos, fase do desenvolvimento muito importante no que se refere aos comportamentos e atitudes apreendidos pelas crianças.

Nesta faixa etária, não faz sentido haver discursos sobre o consumo de drogas, devendo a prevenção ser entendida como um processo de educação para a saúde, em que a importância do corpo, da saúde e da alimentação equilibrada deve ser amplamente transmitida. É importante sublinhar que, nesta etapa de desenvolvimento, temos um aliado poderoso para a nossa acção: a curiosidade natural das crianças. A famosa idade dos 'porquês' deve ser aproveitada para, de uma forma simples, concreta e verdadeira, esclarecer as dúvidas que a criança possa apresentar.

Um dos maiores contributos que os pais podem dar na educação dos filhos é ajudá-los a gostarem de si próprios. Para ajudar a criança a desenvolver uma boa auto-estima é fundamental estabelecer com ela uma relação próxima e carinhosa, impor limites e transmitir regras claras de comportamento. Quando falamos no bem-estar infantil, acabamos sempre por tocar na importância da definição das regras. Esta definição é fundamental para a criança saber até onde pode ir, o que lhe é permitido e o que não é, assim como o que é esperado e o que não é esperado que faça. As regras devem ser consistentes e evoluir à medida que a criança vai crescendo e as punições que resultem da sua violação devem ser razoáveis e proporcionais. Falar nestas questões, embora à primeira vista possa não parecer, é falar em prevenção do consumo de substâncias tóxicas.

Um dos aspectos que mais angustiam os pais actualmente e que mais sentimentos de culpa geram é a falta de tempo para estar com os filhos. Quando confrontada com esta angústia, procuro sublinhar que mais importante que a quantidade de tempo que se passa com os filhos é a qualidade desse mesmo tempo. Por isso, é fundamental reservar alguns momentos especiais em que se possa estar a cem por cento com eles. Estas situações especiais são fundamentais para construir laços fortes e para potenciar momentos de partilha de ideias, de sentimentos e de experiências.

Os pais devem também falar com os filhos sobre a importância de tomar boas decisões e treinar com eles a tomada dessas mesmas decisões, tendo como referência os seguintes passos: face a um problema, enunciar as várias soluções possíveis; seguidamente fazer a lista das consequências positivas e negativas de cada uma delas; e, por fim, escolher a melhor opção. Falar com os filhos sobre a importância de aprender a dizer não e treinar formas de o fazer, partindo de situações desconfortáveis, é outro aspecto importante que não deverá ser esquecido pelos educadores.

Como deve ter reparado, poucas vezes foi referido o tema 'drogas' na exposição que agora termina, pelo facto de também eu considerar que 'o problema essencial não são as drogas, são as pessoas, a maneira como se sentem, vivem e escolhem...'.

Bibliografia:
'Garanta a independência dos seus filhos'.Guia de prevenção para pais e educadores de crianças dos 3-9 anos. Instituto da Droga e da Toxicodependência.
publicado por terramena às 14:21

link do post | comentar | favorito
|

.links