.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. CEDER OU NÃO CEDER?

. Toxicodependência: o melh...

. hipertensão arterial

. A NOVA RODA DOS ALIMENTOS...

. ALCOOLISMO

. DEPRESSÃO PÓS-PARTO

. SEXO e ESCOLA

. SEGREDOS PARA UMA VIDA SE...

. SEGREDOS PARA UMA VIDA SE...

. CICLO SEXUAL MASCULINO

.arquivos

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

.tags

. todas as tags

.favorito

. Toxicodependência: o melh...

. QUAL A ORIGEM DESTE MILAG...

. O que é a Esclerose Múlt...

blogs SAPO

.subscrever feeds

Segunda-feira, 28 de Junho de 2010

DEPRESSÃO PÓS-PARTO

 

Versão para Impressão

DEPRESSÃO PÓS-PARTO

O pós-parto é um período de risco psiquiátrico aumentado no ciclo de vida da mulher. A depressão pós-parto, também conhecida como postpartum blues, pode se manifestar com intensidade variável, tornando-se um fator que dificulta o estabelecimento de um vínculo afetivo seguro entre mãe e filho, podendo interferir nas futuras relações interpessoais estabelecidas pela criança.

Apesar das controvérsias, vários fatores podem ser mencionados como possível causa da depressão pós-parto, entre eles:

Fatores biológicos

São os resultantes da grande variação nos níveis de hormônios sexuais (estrogênio e progesterona) circulantes e de uma alteração no metabolismo das catecolaminas causando alteração no humor, podendo contribuir para a instalação do quadro depressivo.

Fatores psicológicos

São os originados de sentimentos conflituosos da mulher em relação:
 

a si mesma, como mãe
ao bebê
ao companheiro
a si mesma, como filha de sua própria mãe

Outros fatores, relacionados às condições do parto, à situação social e familiar da mulher gerando sobrecarga, também podem desencadear esses distúrbios.

Sintomatologia

A intensidade dos sintomas geralmente define os diferentes quadros depressivos do período pós-parto. A depressão pós-parto (Postpartum blues), é um distúrbio emocional comum, podendo ser considerada uma reação esperada no período pós-parto imediato e que geralmente ocorre na primeira semana depois do nascimento da criança. Entre 50% a 80% de todas as mulheres apresentarão reações emocionais.

Os sintomas incluem crises de choro, fadiga, humor deprimido, irritabilidade, ansiedade, confusão e lapsos curtos de memória. As reações emocionais não psicóticas ocorridas no período de pós-parto se resolvem espontaneamente em até seis meses, sendo que o manejo consiste em deixar a paciente verbalizar seus sentimentos, enfatizando a normalidade da sua alteração.

Psicose Puerperal e Síndrome Depressiva Crônica

São quadros depressivos que também ocorrem no período do pós-parto.

Na Psicose Puerperal, os sintomas aparecem nos três primeiros meses pós-parto e são mais intensos e duradouros, com episódios psicóticos, necessitando acompanhamento psicológico e internação hospitalar.

A Síndrome Depressiva Crônica é um episódio depressivo e não psicótico, com humor disfórico, distúrbio do sono, modificação do apetite, fadiga, culpa excessiva e pensamentos suicidas. O tratamento deve ser psicológico e medicamentoso, pois os sintomas podem persistir por até um ano.

Desde o século passado existem publicações sobre os transtornos do período pós-parto e, apesar do assunto ainda causar controvérsias, é importante o seu diagnóstico precoce, ajudando as mulheres na resolução de seus conflitos para o estabelecimento de vínculos adequados entre a mãe e seu filho.

Perguntas que você pode fazer ao seu médico

Meu filho nasceu há poucos dias, estou me sentindo muito triste e incapaz de cuidar dele, isto é normal?

Por que a mulher tem um risco maior de crises depressivas no pós-parto?

Qual o período para determinar uma depressão pós-parto?

Qual a causa da depressão pós-parto?

Quando a depressão pós-parto deve ser tratada com medicamentos?

 

Jorge silva

 

Tlm:93 710 9000

 

Telefone: 256 336 104

 

Web Site:

www.terramena.net
Email:
terramena@iol.pt


Blogs:

http://terramena.blogs.sapo.pt

 

publicado por terramena às 18:02

link do post | comentar | favorito
|

.links